O tratamento envolve uma grande diversidade de terapias, cada uma age sobre algum tipo de deficiência da vida do dependente químico, que são deficiências biopsicossociais.

É a droga de porta  entrada para consumo das outras drogas. Além disso, é a droga é barata e de fácil acesso, o seu uso continuado interfere na aprendizagem, memorização e na fertilidade. É uma combinação de flores e folhas da planta conhecida como Cannabis Sativa, e pode ser verde, marrom ou cinza. maconha é uma droga que apresenta muitas controvérsias. Muito se discute sobre os efeitos da maconha e, como em todo assunto controvertido, sempre surgem pessoas e notícias mal informadas que aumentam a confusão sobre o tema. Com essa situação, muitas famílias de usuários de maconha acabam permitindo que a pessoa continue a fazer uso da droga, inclusive dentro da própria casa, uma vez que não possui argumentos que possam convencer o usuário sobre os malefícios da maconha.

Aspectos  do uso da maconha

Causa vermelhidão nos olhos, boca seca, taquicardia; angústia e medo para uns, calma e relaxamento para outros.
Vício mundial, a maconha é usada comendo-a, mascando-a, fumando-a; aspirando-a sob a forma de rapé, ou engolindo-a. No Brasil, ela é mais usada e, seu emprego é mais comum sob a forma de “cigarros”, que apresentam vários nomes, como: fininho, baseado, dólar, beck e pacau

A maconha é considerada um alucinógeno, isto é, faz o cérebro funcionar de forma desconcertante e fora do normal e seu princípio ativo é o delta nove
Tetraidrocanabinol (THC). O THC produz vários efeitos: avermelhamento da conjuntiva dos olhos (olhos injetados), redução da imunidade pela queda dos glóbulos brancos, sinusite crônica, faringite, constrição das vias aéreas, atua sobre o equilíbrio, movimentos e memória.

Como posso saber se meu filho está usando a maconha?

Existem certos sintomas que podem ser percebidos. Aqueles que estão drogados com maconha podem:

  • Parecer estar meio tonto e com alguma dificuldade para caminhar;
  • Parecer estar rindo exageradamente ou sem nenhuma razão;
  • Olhos vermelhos e irritados;
  • Dificuldade para lembrar como as coisas aconteceram.

Quando desaparecem os primeiros efeitos, após algumas horas, a pessoa pode sentir muito sonoTambém pode acontecer mudanças no desempenho acadêmico, ausência escolar, menor interesse pelo esporte e por outras atividades favoritas, ou modificação nos hábitos alimentícios ou no sono. Isto pode indicar o uso de drogas em alguns casos. Ainda que seja difícil distinguir nos adolescentes, os pais têm atentos para mudanças no comportamento deles.
Devem tentar perceber se seu filho se afasta de todos, se está deprimido, se tem fadiga, se não cuida de sua aparência pessoal, se é hostil, ou se suas relações com familiares e amigos se deterioraram.

Os pais também devem estar atentos:

  • Coisas que possam indicar o uso de drogas, como cachimbos, ou papéis para enrolar cigarros;
  • O cheiro da roupa;
  • O uso de incenso e desodorante de ambiente;
  • O uso de colírios para os olhos;
  • Que haja roupa, posters, jóias, etc., que promovam o uso das drogas;
  • Aumento do apetite (doces);
  • Distúrbios na percepção do tempo e do espaço;
  • Anhedonia – perda de prazer nas atividades comuns;

Como abordar um usuário de maconha?

Não é com uma bronca ou com agressão que se aborda um dependente. Realismo e objetividade são fundamentais.

Neste momento, o usuário necessita encarar os seus limites, conhecer as regras, os horários, as tarefas e seus deveres para com sua família, que tem um papel importantíssimo. O aconselhamento familiar esclarece e auxilia na melhor maneira de lidar com o usuário, que precisa querer receber ajuda. Caso isso não ocorra, não force uma situação. Mas, lembre-se: uma boa conversa e uma atitude amiga, certamente, poderão salvar uma vida.

O que acontece depois que a pessoa fuma maconha?

Quase imediatamente depois de inalar a maconha, a pessoa pode sentir, intoxicação, boca seca, batidas aceleradas do coração, dificuldades na coordenação do movimento e do equilíbrio, e reações ou reflexos lentos. Os vasos sanguíneos dos olhos se expandem, por isso ficam avermelhados.

Em algumas pessoas, a maconha aumenta a pressão sanguínea e pode até duplicar o ritmo cardíaco. Este efeito pode acentuar-se quando se mistura outras drogas com a maconha; algo sobre o qual nem sempre o  fumante pode ter certeza do que é. Depois de 2 ou 3 horas, a pessoa pode sentir muito sono.

A potência da droga é medida de acordo com a quantidade média de THC encontrada nas amostras de maconha confiscadas pelas agências policiais.

  • As maconhas comuns contem uma média de 3% de THC.
  • A variedade “sinsemilla” (sem semente, que só contem botões e as flores da planta fêmea) tem uma média de 7.5% de THC, mas pode chegar a ter até 24%.
  • O haxixe (a resina gomosa das flores das plantas fêmeas) tem uma média de 3.6%,mas pode chegar a ter até 28%.
  • A maconha cultivada por hidropônica, conhecida popularmente como SKANK pode ter até 35% de THC.
  • O óleo de haxixe, um líquido resinoso e espesso que se destila do haxixe, tem em média de 16% de THC, mas pode chegar a ter até 43%.

O que acontece no organismo?

A substância ativa da planta, o THC, age no cérebro em 20 minutos.

1. Após ser tragada, a droga leva aos pulmões toxinas como o alcatrão, que prejudicam o aparelho respiratório, e o THC, que segue para a circulação sanguínea.

2. Parte do THC chega ao estômago, fígado e depois aos rins e é eliminada pela urina.

2a. Outra parte chega ao baço; acredita-se que nele o THC reduza a produção de linfócitos e enfraqueça o sistema de defesa do organismo

2b. Há pesquisas que apontam redução pelo THC dos níveis do hormônio sexual masculino testosterona, podendo provocar infertilidade temporária.

3. No cérebro, entre as várias substâncias conhecidas como receptores, existe uma que é ativada pelo principio ativo da maconha o THC.

3a. No cerebelo, que regula o equilíbrio, postura e coordenação motora, o THC provoca letargia, redução no controle dos movimentos e desorientação espacial e temporal

3b. No hipocampo, o THC reduz a atividade de neurônios relacionados à memória de curto prazo.

3c. No córtex cerebral, que regula a percepção pelos sentidos, o THC pode promover alterações transitórias nas sensações pelo tato, visão e audição.

4. O THC estimula também o aumento da produção de serotonina, substância que promove sensação de prazer.

Por quanto tempo a maconha permanece no corpo?

A substância THC na maconha é absorvida pelos tecidos gordurosos de vários órgãos do corpo, onde são armazenados. Geralmente podemos encontrar restos de THC nos exames regulares de urina até vários dias depois de a pessoa ter fumado maconha. Contudo, no caso das pessoas que fumam muita maconha (fumantes crônicos), podemos encontrar restos da substância, inclusive várias semanas depois de ter  parado de usar a droga.

Skank : A Supermaconha

Cannabis sativa é a espécie da maconha mais difundida no mundo, embora outras espécies do mesmo gênero – a Cannabis indica ou a ruderalis, por exemplo – também sejam utilizadas na fabricação da droga. O skank é uma variação genética, produzida em laboratório, da planta da maconha, que cresce mais rapidamente e pode, portanto, ser cultivada em estufas (mais escondida da fiscalização). Sua principal característica é o fato de conter uma quantidade até sete vezes maior de THC (a substância ativa) do que a maconha comum.

Sem-Título-45

          FALE AGORA COM UM

       ESPECIALISTA

botao_fale-conosco